Arquivo da categoria: eu

As 9 coisas sobre mim

O post de hoje é diferente. Post meme.
Quem passou esta bola –DIFICÍLIMA– foi a Liliane Ferrari, super blogueira e uma das pessoas mais interessantes que já conheci.

Fui pensando e escrevendo, não está em ordem cronológica e não tem foto verdadeira para ilustrar (pena, porque cabelo de época é imperdível).
E seguindo a Lili, escrevi nove coisas com influência de tema das coisas dela.
Bom,vamos lá.

1.Só acredita quem convive comigo à mesa.
Eu como MUUITO!! Sem limites, parece que não tenho aquele aviso que o cérebro dá para sinalizar que chega, basta.
Sou boa de garfo!!
Detalhe: não como carne vermelha, nada de frutos do mar, camarão nem pensar, embutidos estou fora e longe de mim uma feijoada.

2. Não tive pager, não sou dos eletrônicos de nenhum tipo, até DVD (pasmem) ainda sou dependente, só estou mais saidinha com o computador, pois hoje sou uma blogueira, uai!!
E quero um iPAD.

3. Fiz publicidade, mas minha veia é jornalística, digo que sou investigativa. Hoje vou unindo tudo isto dentro do meu trabalho, o que me deixa impressionada porque fui muito, mas muito tímida, pensava tanto pra falar que o assunto mudava três vezes e eu ainda não tinha falado nada. Ainda sou, mas enfrento bem.

4.A maternidade foi minha profissão durante bons anos da minha vida, e maternidade assumida em tempo integral. Fundamental pra mim. Lembro disto com felicidade!! Mãe de dois meninos.
Boneca preferida: Mãezinha(ainda tenho a minha).

5. Fiz teatro, o Drama Visão – alguém conheceu? Na Rua Minas Gerais
Antes já tinha tentado a carreira de bailarinha, hahaha, nunca fui nem um pouco elástica e comecei o ballet moderno com 15, 16 anos, então sem chance. Mesmo assim insisti, fazia aula num espaço em Moema, incrível, delicioso, professora maravilhosa.
Nem posso contar(mas vocês podem imaginar) porque de um dia para o outro estava fechado e eu não tinha idéia do que rolava ali fora dança moderna.
E quando tentei fazer ballet clássico? Vocês não tem noção do que é tentar girar, girar, girar,uma tontura só.
Sonho até hoje em dançar na ponta do pé…
Quem sabe ballet da terceira idade?!

Prima Ballerina ou A primeira bailarina, cerca de 1878, Museu de Orsay

6. Minhas viagens foram na maioria das vezes à trabalho . Até minha primeira vez de avião foi quando trabalhei com pesquisa de mercado. Não sei se ainda tem este tipo de pesquisa, mas naquela época, íamos todos os pesquisadores numa perua até um local, que podia ser um conjunto de prédios ou casas e começávamos a tocar a campainha e perguntar:
“A senhora assistiu a novela das oito ontem?”
“Lembra de ter visto algum comercial de achocolatado?”
“A senhora concorda ou discorda?”
“Disconcordo.(Tem respostas inesquecíveis).”

7. Na minha primeira viagem internacional, pra Portugal, fui com a cara e a coragem. Nem cartão de crédito internacional eu tinha, pouco dinheiro e bastante  trabalho à vista. Consegui entender como dá pra viajar com quase nada, só fica dífícil se não tiver nenhum amigo.

8.Tenho enjôo. Tenho enjôo de tudo. Não posso ler no carro, se passo perto daquelas barraquinhas de praia, o cheiro me enjoa, se no ônibus eu sentar num banco de costas para o motorista, é enjôo certo, passeio de barco e cheiro de copo e por aí vai.
Às vezes enjôo até de mim, mas passa.

9.Eu sonho, sonho muito! Acredito sempre e não sou de ficar só nas nuvens eu também tento realizar. Outro dia recebi no twitter uma mensagem do meu filho:
Nunca se fez nada grande sem uma esperança exagerada” Júlio Verne – essa é para você mom, que sempre acredita em tudo!”

Minha lista pra passar a bola é interminável, a curiosidade é sem fim.

@adrivolpi, Nelise Ometto, Rita Biagi,  @dsf7, Lina Hauteville, Helena Bauerlein, Eymard, Monica Sciacco.

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em eu