Arquivo da categoria: Paris

A força da internet na cultura

Este post não é novidade, vocês já devem ter lido as duas notícias.
Eu que só consegui parar e olhar com mais atenção agora.
Dois momentos importantes pra arte dentro da internet: o primeiro aconteceu no mês de janeiro, com uma feira de arte que disponibilizou visitas on line, a VIP Art Fair, iniciativa pioneira, visando aproximar colecionadores e interessados no mundo inteiro com as 139 galerias que participaram, incluindo as galerias brasileiras Fortes Vilaça, Nara Roesler e Luisa Strina, nomes de peso.
Qualquer um podia ter acesso, bastando se cadastrar, mas este acesso era limitado, para saber mais ou comprar era necessário convite VIP, com custo de 100 dólares nos dois primeiros dias e 20 nos seguintes.
Você pagaria?

E outro grande, grande projeto do Google, (este livre e sem nenhum custo, entrem à vontade) lançado no dia 01 de fevereiro:

Google Art Project.


Com a tecnologia próxima ao Google Street View, aquele onde podemos ver a rua,  a casa, prédio que procuramos, seus vizinhos, redondeza, etc, só que dentro do museu. O projeto não vem pra substituir a visita pessoal, vem acrescentar, permitindo até a vizualização de detalhes que nem olhando a obra de perto conseguimos perceber, as fotos das obras estão em altíssima resolução, 7 bilhões de pixels!!Excelente ferramenta educacional, democratização no acesso e uma iniciativa  gigante Google. Logo teremos outros importantes como o Museu do  Louvre participando.
Acessa, passeia pelas galerias você também!

Olha os Museus que fazem parte:

Gemäldegalerie e Alte Nationalgalerie, de Berlim
MoMa e The Frick Collection, de Nova York
Freer Gallery of Art, de Washington
Museo Reina Sofia e Museo Thyssen, de Madri
Museum Kampa de Praga
The National Gallery de Londres
Palácio de Versailles da França
Rijksmuseum e Museu Van Gogh, de Amsterdã
Galeria Uffizi, de Florença
The State Hermitage Museum da Rússia

Deixe um comentário

Arquivado em Arte, Museus, Nova York, Paris

Meu mundo colorido ou melhor o mundo de Murakami

O mundo colorido  deste post é de Takashi Murakami, artista japonês que nasceu em 1963, conhecido internacionalmente pela colaboração à Marc Jacobs na criação de produtos da marca de luxo,  Louis Vuitton.

Vi suas obras pela primeira vez no Museu do Brooklin, em Nova York  e mais recentemente no famoso Palácio de Versailles, exposição que terminou no dia 12 de dezembro de 2010. As obras foram inseridas no famoso palácio que no passado  teve Maria Antonieta por seus corredores e refletida em seus inúmeros espelhos.
Separei algumas fotos e começo com um dos trabalhos que eu mais gostei: uma enorme escultura dourada, de bronze, revestida com folhas de ouro.


Dava pra ver o brilho da peça de longe, longe, nos jardins do palácio.  Parecia até  que já fazia parte do contexto antigo, fazendo par com os portões dourados…

Esta exposição de Murakami, em Versailles, provocou polêmica na França, os mais conservadores não concordavam,  e na minha opinião bem superficial, a exposição que vi no Museu do Brooklin valorizou as obras, era possivel enxergar cada uma sem tanta interferência,  sem tanta gente, e para quem visita Versailles pela primeira vez, acredito ser mais interessante conhecer os aposentos sem as esculturas coloridas de Murakami, percorrendo os espaços como eram realmente, imaginando as cenas da história que aconteceram ali com os mesmos móveis, decoração, esculturas, telas, lustres e por aí vai o pensamento.

Mas como experimentar é preciso…

Importante lembrar que Takashi Murakami é muito mais do que sua colaboração à marca Louis Vuitton.

http://www.takashimurakami.com/

 

Deixe um comentário

Arquivado em Arte, Esculturas, Exposições, Paris

Começando 2011

Meu ano virtual começa hoje.
Que seja um ano abençoado pra todos!!
Olhando para o alto e cuidando para não tropeçar muito.
Feliz 2011!!

Fotografia de Daniel Fontoura

2 Comentários

Arquivado em fotografia, Paris

Amedeo Modigliani – um dos meus favoritos.

Amedeo Modigliani, artista plástico italiano, viveu em Paris e morreu muito jovem, com 36 anos,  de tuberculose. Jeanne, sua companheira logo depois da sua morte se atirou do quinto andar, grávida de nove meses.

História bem triste de um grande artista, um dos meus preferidos, pintor de rostos alongados e de olhos que expressam um “sorriso triste”.

Acho esta frase atribuída à Modigliani tão linda quanto suas telas!
” Quando conhecer sua alma pintarei seus olhos”.

Amedeo Modigliani, Jeanne Hébuterne Sitting, 1918 Private collection, Switzerland.

3 Comentários

Arquivado em Arte, Paris, pintura

Quem pintou a tela foi…

Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de la Santísima Trinidad Ruiz y Picasso
ou simplesmente Pablo Picasso.

Esta tela de Pablo Picasso  está no Museu L’Orangerie, que fica em Paris, no Jardin des Tuileries, onde está localizado também o Museu do Louvre e o Museu Jeu de Paume.

Parabéns pra todos que participaram e se envolveram nesta nossa brincadeira.
Como a vida é feita de riscos, temos que tentar!!
É assim que se aprende não é?
O nosso prêmio (como não pode ser a tela) é mais conhecimento.

Grande Baigneuse


Pablo PICASSO (1881 – 1973)
1921
huile sur toile
RF 1963 – 77
© Succession Picasso, 2006

6 Comentários

Arquivado em Arte, Paris, pintura

Jardim de Monet – Eu em Giverny

Tive o privilégio de visitar a Casa e o Jardim de Monet durante este período de nossa Exposição em Paris.
Nunca mais vou olhar uma obra de Monet da mesma maneira, saber onde ele pintava e se inspirava, provoca uma emoção diferente.

Claude Monet foi um pintor francês e um dos mais famosos do movimento impressionista.
Nos últimos anos de sua vida, ficou quase cego em decorrência de uma catarata, mas não deixou de pintar, usou nesta época de sua vida, cores mais fortes.
Viver a vida parece uma boa frase neste caso.

4 Comentários

Arquivado em Arte, Paris